9 de fevereiro de 2009

Adeus Olive


Meu gatinho morreu. =/
Faz dias que tento escrever sobre o acontecido, mas parece que houve um bloqueio mental.
Sempre que penso nesse assunto, é como se uma porta fechasse.
Talvez seja melhor assim.

Foi um acidente de moto.
Acho que nunca tinha chorado tanto na vida. No outro dia, tive que ir ao trabalho de óculos escuros, pois estava com os olhos deformados.

Sabe o que é mais cômico? Um tempo atrás, o cachorro da minha prima morreu, e eu fiquei me perguntando porque ela tinha chorado tanto. Que exagero, era só um cachorro. E quando passou na tv, que o cachorro da Suzana Vieira tinha morrido de um acidente na praia, alguém assistiu? Ela fez um "escândalo". E eu me fiz a mesma pergunta.

Quando não sentimos a dor, achamos que ela não existe.

E agora aconteceu comigo. Para completar, chegando no trabalho, uma vizinha veio me perguntar com a maior cara de riso:
- E aí, chorou muito noite passada?
Ah, mas me subiu um ódio daquela velha.
Puxa vida, eu amava aquele gato.
E a pessoa se sente no direito de rir da situação?!
Velha caquética. ¬¬
Mesmo através do meu óculos gigante, ela sentiu o ódio fulmegando e puft. Sumiu.

Porém, nem tudo terminou tão mal. Ganhei de presente uma gatinha, a Malu.
Não vai me fazer esquecer o Olive, mas pelo menos vai diminuir o vazio que ele deixou no meu coração.

Ps.: Agora fica a dica, quando voce ver alguém sofrendo por um bichinho de estimação, se não se condoer, ao menos seja educado.

10 Neurônios comentaram.:

Lua disse...

Já perdi vários animaizinhos de estimação! E sim, dói demais.

Bgs da Lua *:

Flávio disse...

Putz, espero que o tempo alivie um pouco a dor.

Cris Meminger disse...

O jeito, querida, é comprar uma tartaruga que é lenta demais para correr para a rua e ainda vive 100 anos, ou seja, ela que vai chorar por nós.
O problema é que não teria graça nenhuma. (Nada contra os amadores-de-tartarugas.!) :]

Felipe Attie disse...

Então, seguidor Visceral... Agora, todos os domingos eu assinarei uma coluna na revista digital Os Armênios (www.osarmenios.com.br), onde postarei textos e quadrinhos de minha autoria. Se tiver saco também, dê uma conferida no Visceral Literário(www.visceralliterario.blogspot.com), pois eu transferi todos os meus quadrinhos pra lá. Obrigado e até...

Cesar disse...

flavia

gostar não ´exclusivo de uma especie..sinto por vc...

abs

Mariá ♪ disse...

Indiquei o blog de vocês ao selinho que consta lá no meu blog.

Bjim*

[Maria]

Marcella ♥ disse...

Meus pezames.
A dor dos outros pode parecer engraçada as vezes, mas quando sentimos ela na pele vemsos que não tÊm graça alguma.
Amei seu blog, agradeço a visita ao Cabelo Cor de Rosa, que está com as portas abertas para que volte sempre com seus comentarios.

Autor disse...

Animais podem ser mais queridos que muitos humanos.
Força pra lidar com sua perda.
Bjo

www.mentesdiscrepantes.blogspot.com

D.Ramírez disse...

Querem me deixar loucos, como dizia o kiko do chaves..rs
Entro nesse blog, leio um texto triste desses, entro pra comentar, me deparo com um comentario, ate engraçado sobre tartarugas, clico no link do nome pra ver quem e screveu e cai nesse mesmo blog!!!
Ai penso, so pode estar tirando, pq escreveu chorando e vem com piada?
kkkkkkkkkk
ai caiu a fixa, o blog é coletivo, escrito por mais de uma pessoa..rsrs
quem esceveu foi flavia e quem comentou foiCris..ok..ja entndi..rs
Lamento pelo ocorrido.

besos

Sunflower disse...

Nhá, sou louca pela minha cadela.

Perder bichinho é horrível mesmo.

beijas e fica bem