1 de fevereiro de 2010

7 coisas que penso sobre relacionamento



1 - Sempre acho que namoro, casamento, romance tem começo, meio e fim. Como tudo na vida.
Detesto quando escuto aquela conversa: 'Ah,terminei o namoro...', 'Nossa,quanto tempo?', 'Cinco anos...Mas não deu certo...acabou' É não deu...'. Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou. E o bom da vida, é que você pode ter vários amores.
2 - Não acredito muito os 'opostos se atraem'.
Porque sempre uma parte vai ceder muito e se adaptar demais. E sempre esta é a parte mais insatisfeita. Acredito mais em quem tem intereses e comum. Se você adora dançar forró, melhor namorar quem também gosta, se voce gosta de cultura italiana, melhor alguém que também goste. Frequentar lugares que você gosta ajuda a encontrar pessoas com interesses parecidos com os teus. A extrovertida e o caretão anti social é complicado e depois, entra naquela questão de' um querer mudar o outro, ui...'. Pessoas mudam quando querem.E porque querem. E pronto. E demora!
3 - Cama é essencial!
Aliás pele é fundamental.E tem gente que é mais sexual, outras que são mais tranquilas. O garanhão insaciável e donzela sensível, acho meio estranho. Isto causa muitas frustrações e dá-lhe livros de auto ajuda sobre sexo. Assim como outras coisas, cada um tem um perfil sexual. Cheiro, fantasias, beijo, manias, quanto mais sintonia, melhor.
4 - Não acredito em pessoas que se complementam.
Acredito em pessoas que se somam. Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro? E não temos esta coisa completa. As vezes ele é fiel, mas não é bom de cama. As vezes ela é carinhosa , mas não é fiel. As vezes ele é atencioso , mas não é trabalhador. As vezes ela é malhada, mas não é sensível. Tudo nós não temos. Perceba qual o aspecto que é mais importante e invista nele.
5 - Pele é um bicho traiçoeiro.
Quando você tem pele com alguém, pode ser o papai com mamãe mais básico que é uma delícia. E as vezes você tem aquele sexo acrobata, mas que não te impressiona... Acho que o beijo é importante...e se o beijo bate...se joga...senão bate...mais um Martini,por favor...e vá dar uma volta.
6 - Se ele ou ela não te quer mais ,não forçe a barra.
O outro tem o direito de não te querer. Não lute, não ligue, não dê pití. Se a pessoa tá com dúvida, problema dela, cabe a você esperar ou não. Existe gente que precisa da ausência para querer a presença. O ser humano não é absoluto.Ele titubeia, tem dúvidas e medos Mas se a pessoa REALMENTE gostar,ela volta. Nada de drama. Que graça tem alguém do seu lado sob chantagem , gravidez, dinheiro, pressão de família? O legal é alguém que está com você por você. E vice versa. Não fique com alguém por dó também. Ou por medo da solidão. Nascemos sós. Morremos sós. Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado. E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento. Tem gente que pula de um romance para o outro. Que medo é este de se ver só, na sua própria companhia?
7 - Gostar dói.
Você muitas vezes vai ter raiva,ciúmes, ódio, frustração. Faz parte.Você namora um outro ser ,um outro mundo e um outro universo. E nem sempre as coisas saem como você quer... A pior coisa é gente que tem medo de se envolver. Se alguém vier com este papo, corra, afinal,voce não é terapeuta. Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsivel. Na vida e no amor, não temos garantias. E nem todo sexo bom é para namorar. Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar. Nem todo beijo é para romancear. Nem todo sexo bom é para descartar. Ou se apaixonar. Ou se culpar. Enfim...quem disse que ser adulto é fácil?

Arnaldo Jabor

18 Neurônios comentaram.:

Fernanda disse...

eu amei o texto,lindo mesmo,fez um resumo sobre relacionamentos...

Poly_andra disse...

texto liindo
saudaaades de vc Flavih!

cheio de opiniões verdadeiras seus texto
=*

Mariana Dore disse...

Simplesmente esse post foi perfeito!
Muito bom mesmo, digno de revista.
=**

;D

Duanny!. disse...

HSUAHAUAHAUSA

ADOREI.. de verdade!

*-*

Lindsae disse...

Quisera eu ter esse poder de "racionalizar" o amor.
Quando vc está em alto-mar, e tudo é água a sua volta, é muito difícil não se desesperar ainda que vc saiba nadar...é mais ou menos nessa analogia que vejo o amor.
O bom é que a gente sobrevive a tudo!

DESASSOSSEGADA disse...

Adorei o texto muito bem escrito...

Quando você tem pele com alguém, pode ser o papai com mamãe mais básico que é uma delícia. Concordo plenamente...

Autora disse...

Arnaldo Jabor e suas análises!

Sempre ótimo (embora eu não concorde com uma ou duas ideias deste texto).
=D

Daniela Filipini disse...

Concordo com a maioria dos seus argumentos, mas não todos... Também acho que namoros tem começo, meio e fim. Mas às vezes isso não acontece..
"Amor eterno" é lindo, mas muitas vezes isso não existe, existe a união, estar lado a lado, mas não amor!
...

Bah disse...

Olha, concordo que gostar realmente doi e não precisa ser de amor de namorados, maridos etc... gostar sempre doi, machuca, porque estimamos, nos importamos. Sobre opostos não se atraem, tb não acreditava, mas depois que conheci meu marido, eu acredito nessa frase. Somos totalmente opostos, mas claro, acabamos cedendo, mas depois de passar da fase da atração. Quando vc gosta vc quer mudar a pessoa, todo mundo é assim, alguns mais, outros menos, mas sempre foi assim. Não há alguémque aceite uma pessoa 100%, mesmo que ela seja seu melhor amigo. Como amigo é 100% de afinidade, mas como companheiro, são outros 500. Relacionamentos nunca foram fáceis, lidar com as pessoas tb, por isso qeu fiz comunicação para entender o lance de relações interpessoais.

Kisu!

Daniel Savio disse...

A primeira eu concordo...

A segunda eu concordo em parte, pois mesmo sendo semelhantes, você ainda vai querer mudar algo, pois não dá para ser tão Narcisista a ponto de se amar.

A terceira eu concordo, apesar de não se exatamente pele, está mais para tesão.

A quarta é interessante, ma as vezes o que te marca acaba sendo logo o que ela mais odeia.

A quinta não seria justamente o contrario, de tentar descobri novos pontos de prazer (momento volupia, não repara)?

A sexta eu concordo, quando dois não querem, não adianta brigar.

A sétima é geralmente o ponto que acaba desgastando o casal, mas faz parte.

Desculpa menina por não ter vindo antes, os primeiros dias em casa são corridos (e atualmente estão bm corridos).

Fiquem com Deus, menina Flavih Joones e duas meninas.
Um abraço.

Aline Pará disse...

Oie!

Brigada pela visita e pelo elogio!
Seu blog tbm é show! =)

Beijos

MAGALHÃES, Vini disse...

Ah, gostei bastante desse texto. Bem descolado e tal...
Não vou dizer que concordo com tudo, mas não era mesmo para concordar, não é?

Isso também faz parte de qualquer relacionamento plural: a pluralidade de interpretações, pontos de vista e opiniões, né?
Então tá! Curti o texto

Curto muito este blog!


Beijo

Keel Diniz disse...

Sabia que tinha lido algum trecho de algum lugar..ashausa Arnaldo Jabour1 Perfetip

aeeww até que enfim voltaram

:*

Varda disse...

uahua ele está certíssimo!

Se o "se" não tivesse ficado só no "se" disse...

Eu já conhecia, mas é sempre bom ler novamente não? e continuo a concordar com tudo, só tiraria a parte na qual ele diz que "Isto causa muitas frustrações e dá-lhe livros de auto ajuda sobre sexo"...acho que terapia seria mais indicado nesse caso de frustração, mas sou suspeita pra falar não? Bjokas.

Antonio e Ellen disse...

Olá. Convidamos vcs a nos visitar e ver o post da paradisíaca “ Ilha de Zakynthos ou Zante “ na Grécia...
www.viagemafora.blogspot.com
bjs
Antonio & Ellen

Babih Xavier disse...

Aah eu acho que vc gosta ou naum... to tentando siplificar isso sabes, minha teorias nunca funcionam FATO

railer disse...

belos tópicos, mas na prática a gente sabe que não tem regra.