11 de março de 2009



"Meu amor por Edgar é como as folhas das árvores: muda com o tempo, com o inverno. Meu amor por Heathcliff é diferente: é como as rochas eternas, que estão lá embaixo. Nelly, eu sou Heathcliff! Ele está sempre no meu espírito: não como um prazer, pois nem sempre sou um prazer para mim mesma, mas como o meu próprio ser."


Trecho retirado do livro: Morro dos Ventos Uivantes de Emily Brontë

17 Neurônios comentaram.:

Michele Hubner disse...

algumas pessoas confudem o Amor com o prazer..

Mateus disse...

muito bomm aq
parabéns, escreve mt bem
bjao

Karine Leão disse...

Flavih,

Vim conhecer seu blog atrás das célebres frases de Miss Lispector a quem admiro muito.

Gostei do seu cantinho!

Não li esse livro, mas já ouvi falar dele. Trecho interessante. Acredito eu que o amor ideal é o misto dos dois. Que mude para melhor diante das dificuldades e que seja estruturado num alicerce de respeito e confiança imutável.

Beijo Karinhoso e tudo de bom!

Lela disse...

Eu sou como as folhas das árvores!

Leitura muito boa essa aqui, gostado!

Um beijo Flavih.

Maria Inácia Bellico disse...

Que lindo! Estou louca para ler este livro. Ótimo.

Bjim*

GueGue disse...

oi!! nossa, teu template é quase igual ao meu!! ahhahah

Obrigada pela visita!!

beijoss

Autor disse...

Os personagens desse livro são os mais egoistas de toda a literatura mundial, hehehe
Mas a história é boa.
E essa citação, excelente!
Bjo

GueGue disse...

pois é!!!
Eu tava ontem, pensando em mudar pra preto e branco.. sei lá.. vou experimentar uns novos! mas sem mudar nada de posição!! ta fófis assim! ehehehhe

Mas não é nada com o teu! ah, temos ótimo gosto, com certeza!! grande beijo querida, aparece sempre!

Lua disse...

Meu amor é uma mistura que muda e essa mudança é eterna. Meu amor é pelo primeiro que aparecer.

Adorei!
bgsmil :*

Amanda disse...

Flavih....o filme é mesmo muito bom.Provavelmente não é tão bom quanto o livro, (que eu ainda não consegui achar pra ler)porque não há nenhum filme que seja tão bom quanto o livro que lhe deu origem, buut.
Vale a pena só pelo assunto.
Vai em algum camelô porque lá voce arranja facinho. Ou então tenta um rapidshare.
E tenta assistir O Lutador também. A princípio parece não valer a pena. Mas o título engana muito. É um belíssimo drama.
Beijo e me conta depois que conseguir assistir

Marcella ♥ disse...

Lindo.... =]

Roberto Ney disse...

to querendo ler esse livro há algum tempo, vc pode me dizer o que achou dele?
abraço!

Cadinho RoCo disse...

O amor se dispõe a várias referências, mas nenhuma delas é capaz de ser a definitiva posto estar no amor no infinitivo.
Cadinho RoCo

Luan Fernando disse...

Gostei, parece se legal o livro..

Beeijo

Bom Domingo!

mateus disse...

hahahah
é tenso morar só
limpar, varrer.. :sss
assim espero ;)
beijos, valeu;*

Cris (a senhorita) disse...

Muito legal o seu blog! Gostei do texto que colocou do livro!XDD
Passa no meu blog depois?! Espero que goste!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.