3 de março de 2009

Olha a roubada!



Descobri minha nova vocação: Agricultora.

Vou explicar a situação.
Meu avô ultimamente vivia reclamando da vida, dizendo o quão terrível era a velhice, que ninguém o deixava trabalhar e que ele precisava de uma distração...

Aí me surgiu a maluca idéia dele plantar. Loucura, hoje eu sei.
Mas meu pai tinha um terreno vazio, e o pobre velho precisava de uma distração. Além do mais, ele adorava fazer isso quando era novo, eu só não imaginava o quanto. Pois quando dei a tal idéia, ele pirou. Saiu atrás de sementes de tudo que você possa imaginar. Até aí, tudo bem. A coisa ficou feia quando minha vó e minha mãe descobriram. Hehe. Ficaram dizendo que eu queria era matar o pobre do velho e blábláblá. Mas ele precisa se esticar, não é gente?!

O problema disso tudo, foi que eu não imaginei que ele precisava de um ajudante. Pois é. Adivinhem quem foi a vítima?
Exatamente, a criadora desse plano. ¬¬

- Minha filha, eu não enxergo muito bem. Como eu vou saber que as sementes estão mesmo dentro dos buracos?
- ¬¬ (Maldita idéia).

De Administradora para agricultora. Pode?
Mas a coisa já estava feita, o jeito foi ir lá.
O sol matando e eu nem reclamar podia. ¬¬

Agora veja pelo o lado bom, eu vou comer milho, feijão, quiabo, melancia e etc, tudo de graaaaaaça.

Pelo menos, isso é o que eu achava até eu ir me vangloriar pra cima da minha mãe que foi contra a idéia. Aí ela veio dizer que depois eu ia ter que pagar uma pessoa para limpar o terreno e todas essas coisas, para fazer o legume crescer, e que sairia muito mais barato eu ir à feira e comprar uma espiga de milho por cinqüenta centavos. ¬¬

Gente, eu não tinha noção de como sofre um agricultor.
Hoje vou a faculdade com muito mais empenho. =D

Créditos de Imagem: Emerson Fialho

4 Neurônios comentaram.:

Maria Inácia Bellico disse...

Nossa que aventura! E como você e o seu avô estão se saindo? O meu avô também adorava essa vida de agricultor, ele fabricava muita rapadura. Eu acho que não aguento isso não. kkkkkk

Bjim*

emersonfialho disse...

Oi, Flávia, tudo bem?

Obrigado pelo comentário em meu blog... Fico feliz por se interessar pelos meus desenhos, minha amiga.

Prazer em te conhecer e que Deus te abençoe e ilumine sempre, tá bom? Grande abraço e obrigado também pelos créditos (risos).

Ah, parabéns também pela aventura; devemos sempre ajudar - ainda mais os idosos. Eles ficam contentes por dois motivos: o prazer de poder ser útil outra vez e a satisfação de estar mais próxima da netinha querida... hehehe. Pode ter certeza que você o fez muito feliz, Flávia (apesar das broncas de sua mãe e avó... rsrsrsrs).

Abração e até breve.

Do amigo,

Emerson Fialho
http://emersonfialho.wordpress.com
fialho922@hotmail.com

francinebittencourt disse...

Oi Flavia, a idéia foi boa né, foi pensando na distração dele, rs. Seu blog é lindo e sempre passo por aqui, mas não comento, quero tbm agradecer as visitas e os comentários. Um beijo para vc agricultora nas horas vagas, rs

Paulynha™ disse...

hhasuashuashusuhs
adoreiii
muito engraçado


Eu já fiz dessas!
Mas não incentivei ngm sabe, eu resolvi fazer uma plantação no terreno da minha vó haha
Não deu mto certoo
Só fiz bagunça!