24 de novembro de 2009

Saudade..



Saudade é ser, depois de ter, é melhor do que caminhar vazio, é amar um passado que ainda não passou, é recusar um presente que nos machuca, é não ver o futuro que nos convida... embora o corpo se mova, a alma, às vezes, fica para trás. Saudade é o que fica... de quem não fica. É a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar. É não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche. Saudade é solidão acompanhada, é o amor que fica. É como um amante, o nosso amor sai, ele entra. Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue. Na verdade, não temos saudades, é a saudade que nos tem, que faz de nós o seu objeto. Imersos nela, tornamo-nos outros. Todo o nosso ser ancorado no presente fica, de súbito, ausente. Lembro-me do passado, não com melancolia ou saudade, mas com a sabedoria da maturidade que me faz projetar no presente aquilo que, sendo belo, não se perdeu. Mas lembrar-se com saudade é como se despedir de novo. Porque metade de mim é partida, mas a outra metade é saudade... (Se não me engano - Pablo Neruda).

Ps.: queria reviver o inicio do mes de Julho!

17 Neurônios comentaram.:

Keel Diniz disse...

"Saudade é o que fica... de quem não fica"

Se pudéssemos reviver tudo que queremos, não haveria lugar para a saudade ^^

Lu disse...

Ah a Saudade!

Vez ou outra essa danadinha nos machuca não é mesmo?!
Lembrar de bons momentos nos conforta a ponto de querermos reviver tudo outra vez.
Adorei!

Beijos.

Silvana Alves disse...

adorei seu post
e seu blog
obrigada pelo comentário no meu.. beijo
a partir de hj seguidora...

Gabriela Castro disse...

Esse texto é lindo. Também não sei ao certo de quem é a autoria, mas essa última frase "Porque metade de mim é partida, mas a outra metade é saudade" eu tenho certeza que é do Oswaldo Montenegro ;)
beijos

Lu disse...

Pri..obrigada por sua visita em meu armazém.
Curtiu Sandy &Jr também né?rsrs.
Música linda mesmo!

Beijos.

Déia disse...

Que lindoooooooo

E como sofro de saudade.... de coisas que eu ainda não víiiii rs

Obrigada!

bj

Flavih Jones disse...

êee, metade de mim é uma saudade imensa.
Pelo menos em certos dias.
Saudade principalmente do que não foi.

Mas enfim,
Adorei o post.

=)

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Priscy,

Saudade quando é doce é boa demais...

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca

-

Luana P. disse...

Lindo Texto!
Existem certas saudades que são ótimas de serem sentidas.

Beijos, Dona Moça.
.Luana.

Anônimo disse...

Como se diz...so se sente saudades daquilo que vala pena.

obrigado por passar lá no blog, já tinha lido o texto da Flavih, agora li o seu.

bj

Aline V. disse...

Que texto lindo de morrer!!!!
Saudades é um sentimento que machuca as vezes né? =)

beijão

Fernanda disse...

Eu queria reviver o inicio desse mês...Pablo Neruda escreve e encanta!!!

Daniel Savio disse...

Mas eu gosto de ter saudades, não da forma descrita acima, pois o motivo que eu tenho saudade, ainda posso criar mais deles (como sair com o meus amigos, os beijos da namorada e etc)...

Fique com Deus, menina Priscy Little.
Um abraço.

Vinícius Magalhães disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vinícius Magalhães disse...

"Saudade é o preço que se paga pelos bons momentos vividos"

Essa frase foi dita por um dos monitores da minha viagem de formatura em outubro...
A saudade é um pouco agonizante, sim, mas é melhor ter saudade pelo que ela representa, algo que relutamos pra não esquecer.

Imagina, perder a memória e não ter saudade pra sentir?


Curto muito esse blog, meu!
Parabéns

Dead Lindsae disse...

Esse pablo é genial mesmo hahaha!

Luan Fernando disse...

A saudade é algo que temos que tomar cuidado, ela pode nos satisfazer, e ao mesmo tempo acabar com a gente.